Fale Conosco

Conteúdo atualizado em 19.03.2020


Arquitetura sustentável é tema de palestra na USP

Marianne Ramalho, Assessoria de Comunicação da PUSP-B
25/03/2015

Arquitetura sustentável é tema de palestra na USP

Inserida na programação dos dois cursos do Projeto de Formação Socioambiental promovido pela Superintendência de Gestão Ambiental (SGA) da Universidade de São Paulo (USP) foi realizada no dia 25 de março a palestra “Espaço Físico e Edificações Sustentáveis”.

A palestra aconteceu no Teatro Universitário da Faculdade de Odontologia de Bauru (FOB) da USP foi ministrada por Sergio Prado e Márcia Macul, integrantes do Curadores da Terra/ONG Verdever.

Desde 1992 os Curadores da Terra/ONG Verdever liderada pelos artistas, ambientalistas e arquitetos Márcia Macul e Sergio Prado vêm desenvolvendo ações de mão única – ciclo contínuo de criação de Biomas, Cidades Verdes e Águas Sustentáveis, unindo sinergicamente: Arte + Arquitetura + Ambiente em prol da sustentabilidade.

Os arquitetos apresentaram o projeto inovador “Lixo Zero, Arquitetura Sustentável, Energia Renovável” que alia o uso da terra crua para paredes estruturais de taipa de pilão, com fabricação local de tijolos de terra (secados à sombra), reaproveitamento das embalagens pet em paredes de fechamento (com sistema de cultivo de horta por hidroponia), e uso de todos os resíduos pós-consumo em novos elementos construtivos.

As usinas limpas, instaladas em todas as cidades, secam, esterilizam, moem, prensam e fabricam estes novos produtos limpos – desmaterializando e rematerializando o lixo, reaproveitando-o para novos usos.

Segundo Sergio Prado é necessário se promover uma era de sustentabilidade, com mudanças radicais de comportamento, que são resultado da união de educação e ciência. Daí a importância da participação das universidades neste contexto, como geradoras de conhecimento e responsáveis por estabelecer intercâmbio com renomadas instituições de ensino superior, detentoras de tecnologias avançadas, mas que as utilizam respeitando o meio ambiente.

Márcia Macul afirma que a universidade é muito importante para testar os materiais utilizados neste tipo inovador de construção. Para se promover uma arquitetura sustentável é necessário que o lixo (resíduo) não seja visto como algo perigoso, mas como algo que pode ser totalmente reaproveitado e reutilizado.

Mais informações podem ser obtidas no site:  http://www.curadoresdaterra.com.br/

O Projeto de Formação Socioambiental conta com o apoio das unidades do campus: Prefeitura do Campus USP de Bauru (PUSP-B), Faculdade de Odontologia de Bauru (FOB) e Hospital de Reabilitação de Anomalias Craniofaciais (HRAC).


Foto: Thalita Mantovani (PUSP-B), Sandra Choi (FOB), Márcia Macul, Sergio Prado, Rita Capossi (FOB), Sonia Kato (HRAC), Márcia Borges (HRAC) e Simone Berriel (SEF/Superintendência do Espaço Físico/USP)

Crédito da foto: Denise Guimarães (FOB/USP)


imprimir





 Envie sua sugestão de notícia