Fale Conosco

Conteúdo atualizado em 19.03.2020


USP abre exposição Cabeça Dinossauro

Marianne Ramalho, Assessoria de Comunicação da PUSP-B
14/06/2013

USP abre exposição Cabeça Dinossauro

Foi aberta ao público a exposição “Cabeça Dinossauro: o novo titã brasileiro”. A mostra é uma realização da Pró-Reitoria de Cultura e Extensão Universitária, Museu de Ciências e Museu de Zoologia (MZ) da Universidade de São Paulo (USP).

A solenidade de abertura foi realizada em 13 de junho, às 17h, no ginásio de esportes do campus e contou com a presença do prefeito do campus, José Roberto Pereira Lauris; do diretor da Faculdade de Odontologia de Bauru (FOB), José Carlos Pereira; do diretor do Museu de Zoologia da USP, Hussam El Dine Zaher, entre outras autoridades, funcionários, professores, alunos e convidados.

A exposição conta com a parceria da Faculdade de Odontologia de Bauru (FOB), Prefeitura do Campus USP de Bauru (PUSP-B), Prefeitura Municipal de Bauru e Unesp Bauru.

A exposição é itinerante e será exibida nos diversos campi da USP, e traz uma das maiores descobertas da paleontologia brasileira, o mais completo crânio de um titanossauro encontrado no mundo.

A réplica completa do animal em exposição mede 11 metros de comprimento e 4,5 metros de altura, e possui cerca de 120 milhões de anos e em torno de 40% de sua estrutura está preservada. Descoberto em 2005, as ossadas foram encontradas na cidade de Coração de Jesus, em Minas Gerais (MG).

No Brasil, o titanossauro é também conhecido como tapuiassauro (Tapuisaurus macedoi). Tapuia, em homenagem aos índios que viveram na região de Coração de Jesus (MG) e Macedo, em agradecimento ao morador que colaborou com os pesquisadores para conseguirem chegar até o crânio. O nome científico foi aprovado logo após publicação de artigo na revista científica eletrônica PLoS ONE.

Segundo Felipe Alves Elias, especialista em Pesquisa da Divisão de Difusão Cultural do MZ da USP, os fósseis do Tapuiasaurus macedoi destacam-se por seu excepcional grau de preservação. “Fósseis de dinossauros brasileiros são normalmente raros e muito fragmentados. O crânio completo e bem preservado é um achado excepcional, especialmente por se tratar de um dos, senão o mais completo crânio de um titanossauro (grupo do qual o Tapuiasaurus macedoi faz parte) já encontrado no mundo. Essa descoberta permitiu que pela primeira vez os paleontólogos conhecessem os detalhes e o real aspecto da "cara" desses dinossauros. Muitas outras informações importantes deverão surgir à medida que as pesquisas sobre esse material avançarem ainda mais”, esclarece Elias.

Algumas das peças mais importantes e curiosas da exposição incluem o esqueleto de uma grande ave predadora terrestre, que viveu no Sudeste brasileiro há cerca de 22 milhões de anos atrás (Paraphysornis brasiliensis), um modelo em tamanho natural do Velociraptor mongoliensis, que se tornou famoso após o filme Jurassic Park, assim como amostras de crocodilos, tartarugas e peixes fósseis brasileiros.

A exposição traz vídeos que mostram a rotina dos trabalhos de campo de paleontologia, assim como depoimentos dos pesquisadores e dos moradores da cidade de Coração de Jesus (MG), local que recebe as expedições científicas do MZ da USP.

Serviço:

A exposição “Cabeça Dinossauro” ficará aberta à visitação pública, com entrada franca, no ginásio de esportes do campus de Bauru da USP, no período de 14 de junho a 31 de agosto de 2013.

De segunda a sexta-feira, das 9h às 16h30 e aos sábados das 9h às 12h. Informações/Agendamentos no telefone: (14) 3235-8394. O campus de Bauru da USP localiza-se na Alameda Dr. Octávio Pinheiro Brisolla, 9-75, Vila Universitária.

Foto: Na abertura da exposição, José Roberto Pereira Lauris, prefeito do campus, fala da importância da mostra para a comunidade uspiana e bauruense

imprimir





 Envie sua sugestão de notícia