Fale Conosco

Conteúdo atualizado em 19.03.2020


USP prepara Encontro Internacional de Erosão Dentária

Marianne Ramalho, Assessoria de Comunicação da CCB/USP
27/08/2010

USP prepara Encontro Internacional de Erosão Dentária

A Disciplina de Bioquímica do Departamento de Ciências Biológicas da Faculdade de Odontologia de Bauru (FOB) da Universidade de São Paulo (USP) promove no período de 20 a 22 de outubro o “1 International Meeting – Erosion 2010” (1º Encontro Internacional sobre Erosão Dentária).

O evento é coordenado pelas professoras Marília Afonso Rabelo Buzalaf e Ana Carolina Magalhães e vai reunir 6 palestrantes internacionais procedentes dos Estados Unidos, Canadá e Europa e 13 palestrantes brasileiros para discutir o tema lesões não cariosas, com ênfase na erosão dentária.

A programação científica vai abordar os aspectos bioquímicos, fatores etiológicos, diagnóstico clínico destas lesões, assim como estratégias preventivas e terapêuticas nos casos em que o paciente já apresenta o problema.

A professora Ana Carolina Magalhães esclarece que a erosão é uma perda de estrutura dentária de esmalte e eventualmente de dentina, que são os tecidos duros do dente, em função de exposição a ácidos.

Os ácidos da cárie dentária são produzidos por bactérias e no caso da erosão os ácidos podem ser de origem externa, denominados “ácidos extrínsecos”, provenientes de bebidas como refrigerantes, sucos de frutas cítricas e de alimentos como as próprias frutas cítricas, afirma a professora da FOB/USP.

Os ácidos internos denominados “ácidos intrínsecos” são oriundos do estômago e pacientes que apresentam bulimia, refluxo gastroesofágico, no período de gravidez com episódios de vômitos, são exemplos de pacientes de risco para a erosão dentária.

A professora Ana Carolina informa que dentre as lesões não cariosas a abrasão aparece como um desgaste ocasionado por fatores mecânicos de origem externa à boca, por exemplo a escovação e hábitos como morder a ponta do lápis.

Tanto os fatores químicos como os ácidos e os fatores mecânicos podem levar ao desgaste dentário, causando dor e a necessidade de restauração, porque o paciente perde a estrutura dentária e isso vai influenciar em sua vida, no aspecto doloroso e no aspecto social em função de ser uma lesão muito evidente, com isso o apelo estético também está envolvido.

Os interessados em participarem do Encontro devem acessar o site: www.fob.usp.br/erosion2010 e serão informados da programação científica do evento,
informações gerais sobre Bauru e a inscrição propriamente dita que poderá ser feita até o dia do evento.

Informações no e-mail: erosion_2010@yahoo.com.br ou no telefone: (14) 3235-8247 com a professora Ana Carolina.

O evento conta com o apoio da Fapesp, Colgate, FGM, 3M, Trident, Sanifill, Dental Press, ABO, Karger e Hotel Howard Johnson.

Foto: Dente com erosão em esmalte (Foto gentilmente cedida pelo Prof. Dr. Thomas Attin, Universidade de Zurich)
 


imprimir





 Envie sua sugestão de notícia