Fale Conosco

Conteúdo atualizado em 19.03.2020


Universidade do Texas nomeia cientista sênior

Luís Victorelli
12/02/2015

Universidade do Texas nomeia cientista sênior

O professor Gustavo Pompermaier Garlet, professor associado do Departamento de Ciências Biológicas da Faculdade de Odontologia de Bauru (FOB-USP), passa a integrar a equipe do Centro de Biomateriais e Biomimética da Faculdade de Odontologia de Houston da Universidade do Texas (HCBB-UTHealth), como cientista adjunto sênior. 

A nova função, além de estreitar as relações de colaboração com a instituição americana previamente existentes, “proporcionará à equipe de pesquisadores de Bauru acesso completo à estrutura do HCBB, que conta com um moderno e diversificado parque de equipamentos destinados exclusivamente à pesquisa relacionada a biomateriais”, informa o professor. A nomeação integra o processo de internacionalização das atividades da FOB-USP.

Com a parceria também serão criadas oportunidades para intercâmbio de estudantes de pós-graduação, que podem desenvolver parte de suas pesquisas naquele centro. O início de estágio de alunos da FOB-USP no HCBB está previsto para o segundo semestre deste ano, em projetos coordenados pelos professores Garlet e Renato Menezes Silva, professor associado da UTHealh, aluno egresso da FOB/USP. O objetivo destes estudos é elucidar o efeito do envelhecimento de biomateriais na resposta do organismo, e o desenvolvimento de dispositivos para neoformação de tecido pulpar como alternativa ao tratamento endodôntico tradicional.

Regeneração tecidual

O interesse pelo trabalho do pesquisador brasileiro surgiu a partir de um convite de colaboradores da instituição texana após sua participação no congresso da American Society of Bone and Mineral Research (ASBMR). Professor Garlet foi convidado a ministrar palestra e conheceu as novas estruturas do Centro de Biomateriais e Biomimética e de lá para cá as relações se estreitaram, culminando nesta nomeação.

Em sua palestra, o pesquisador destacou os recentes avanços decorrentes de estudos realizados por seu grupo de pesquisa na FOB-USP destacando a nova linha de pesquisa implantada pelo grupo, na qual os pesquisadores buscam entender os mecanismos moleculares pelos quais as células e tecidos interagem com diferentes biomateriais utilizados em técnicas regenerativas. Com isso, “almejamos aprimorar, não apenas o desenvolvimento de novos biomateriais, como também contribuir para o aperfeiçoamento de técnicas de reparo e regeneração tecidual”, complementa.

Resumidamente, os estudos coordenados pelo professor Garlet têm demonstrado o envolvimento de diversas moléculas (chamadas coletivamente de DAMPs) produzidas por diferentes células e tecidos após danos a estruturas do organismo, assim como após a implantação de biomateriais. Tais moléculas apresentam um papel fundamental na geração de uma resposta inflamatória transitória e de baixa intensidade, que tem se mostrado essencial no processo de reparo e regeneração tecidual.

imprimir





 Envie sua sugestão de notícia