Fale Conosco

Conteúdo atualizado em 19.03.2020


USP realiza campanha de doação de medula óssea

Marianne Ramalho, Assessoria de Comunicação da CCB/USP
01/03/2011

USP realiza campanha de doação de medula óssea

Uma Campanha de Doação de Medula Óssea foi realizada em fevereiro, durante a Semana de Recepção aos Calouros 2011 da Faculdade de Odontologia de Bauru (FOB) da Universidade de São Paulo (USP).


O evento foi uma promoção conjunta da Comissão Setorial Pró-Calouros da FOB/USP e Hemonúcleo de Bauru, mobilizando os calouros e a comunidade universitária do campus de Bauru da USP.


Valéria Ferreira Nunes Coltri, assistente social do Hemonúcleo de Bauru informa que a campanha consistiu na orientação dos candidatos à doação de medula óssea sobre todo o processo de doação, procurando-se esclarecer as dúvidas mais frequentes. Durante a campanha foram distribuídos folhetos informativos.


Os candidatos foram orientados a preencher o cadastro e colher 8 ml de sangue para concluir o cadastro no Registro Nacional de Doadores Voluntários de Medula Óssea (Redome).


A assistente social do Hemonúcleo de Bauru considera que a campanha na USP foi significativa, tendo sido coletadas 39 amostras. Valéria Coltri esclarece que no Hemonúcleo são realizados em média 4 cadastros por dia. Essa realidade só se altera quando existe alguma campanha realizada pela mídia ou por familiares envolvidos com pacientes que necessitam do transplante de medula óssea.


Em vista disso, Coltri ressalta que realizar uma campanha como esta num campus universitário é importante porque possibilita o aumento do número de candidatos à doação de medula óssea, divulga e desmistifica quanto ao processo de doação.


Abaixo transcrevemos informações importantes com relação ao processo de doação de medula óssea:


1 em 100 mil: Essa é a chance de se encontrar uma medula óssea compatível com a de outra pessoa no Brasil.


Você sabia que a doação de medula óssea é um dos procedimentos mais simples entre as doações e que você pode salvar uma vida?


O transplante de medula óssea é a esperança de cura para milhares de portadores de leucemias e outras doenças do sangue.


Como se tornar um doador:


* Ter entre 18 e 55 anos e estar em bom estado de saúde.
* Colher um simples exame de sangue para tipagem.
* Seu sangue será tipado. É um teste de laboratório para identificar sua tipagem HLA.
* Sua tipagem HLA será cadastrada no Registro Nacional de Doadores Voluntários de Medula Óssea (Redome).
* Quando aparecer um paciente com uma medula compatível com a sua, você será chamado.
* Novos testes sanguíneos serão necessários para a confirmação da compatibilidade.
* Se a compatibilidade for confirmada, você será consultado para decidir a doação.


Para você se cadastrar em Bauru:


Dirija-se ao Hemonúcleo de Bauru, localizado na rua Monsenhor Claro, 8-88, Centro, de segunda a sexta-feira, das 7h às 11h30 e das 14h às 16h. É necessário apresentar a cédula de identidade (RG). Informações pelo telefone: (14) 3234-4412 e e-mail: hemonucleo@terra.com.br


Outras informações:


O que é a medula óssea?
A medula óssea, encontrada no interior dos ossos, produz os componentes do sangue, incluindo as células brancas, agentes mais importantes do sistema de defesa do nosso organismo.


Quem necessita?
Pacientes com produção anormal de células sanguíneas, geralmente causadas por algum tipo de câncer no sangue, como, por exemplo, leucemias. Além de portadores de aplasia de medula ou pacientes cuja medula tenha sido destruída por irradiação, etc.


Como a medula é removida?
Existem duas formas de doar medula:


A punção direta da medula é realizada com agulha, na região da bacia e retira-se uma quantidade de “tutano” (medula) equivalente à uma bolsa de sangue, este procedimento dura em média 40 minutos.


A coleta pela veia é realizada pela máquina de aférese. O doador recebe um medicamento por 5 dias que estimula a proliferação das células mãe que migram da medula para as veias e são filtradas. Este processo dura em média 4 horas.


Quais são os riscos?
Os riscos são praticamente inexistentes para os doadores. Até hoje não há relato de nenhum acidente grave devido a este procedimento.


O que acontece se não existir doador compatível na família do paciente?
Procura-se um doador compatível em um Banco de Medula Óssea. O Banco necessita de número elevado de voluntários para aumentar a possibilidade de encontrar um doador compatível.


Qual é a quantidade de medula óssea extraída em uma doação?
Menos de 10%. Dentro de poucas semanas a medula doada será recomposta pelo doador.


Se um doador compatível é encontrado, qual é o procedimento?
O próximo passo é ter certeza de que ele quer fazer a doação.


Como o paciente recebe a medula óssea?
Depois de um tratamento que destrói a própria medula, o paciente recebe a nova medula por meio de transfusão. Em duas semanas, a medula transplantada já estará produzindo células novas.


O que acontece com o doador antes da doação?
Ele passa por um exame clínico para certificar seu bom estado de saúde. Não há nenhuma exigência quanto a mudanças de hábitos de vida, de trabalho ou alimentação.


Informações adicionais sobre doação de medula óssea podem ser obtidas no portal do Instituto Nacional de Câncer (Inca):  http://www.inca.gov.br

imprimir





 Envie sua sugestão de notícia