Fale Conosco

Conteúdo atualizado em 19.03.2020


Professor da USP recebe prêmio de pesquisa

Marianne Ramalho, Assessoria de Comunicação da PUSP-B
24/01/2013

Professor da USP recebe prêmio de pesquisa

Gustavo Pompermaier Garlet, professor do Departamento de Ciências Biológicas da Faculdade de Odontologia de Bauru (FOB) da Universidade de São Paulo (USP) foi vencedor nas quatro categorias na 3ª edição do “Prêmio de Incentivo à Pesquisa”, promovido pela Comissão de Pesquisa da FOB/USP.

Concorreram ao prêmio, docentes do curso de odontologia da FOB, sendo computados artigos/papers científicos completos e revisões sistemáticas publicados no período de 1º de novembro de 2009 a 31 de outubro de 2012.

A concessão do prêmio baseia-se em quatro categorias: Produtividade, Citações, Impacto e Especial. A categoria especial é destinada ao pesquisador que melhor se posicionar no somatório das categorias anteriores, caso do professor Garlet.

O professor Garlet informa que na categoria Produtividade, a premiação resultou da publicação de 43 artigos no período de 2009 a 2012.

Com relação a categoria Impacto, a premiação diz respeito a um único artigo publicado na revista com maior fator de impacto – (IF) 9,154 - e foi publicado no periódico “Clinical and Infectious Diseases”.

O pesquisador explica que para efeito de comparação, o periódico da área de odontologia com maior Fator de Impacto é o “Periodontology 2000”, que apresenta um (IF) de 3,96.

O trabalho premiado descreve o possível mecanismo que pacientes infectados com o vírus HTLV-1 apresentam uma maior prevalência e severidade da doença periodontal, que é uma doença infecto-inflamatória que acomete os tecidos de suporte (gengiva) e sustentação (cemento, ligamento periodontal e osso) dos dentes.

Segundo o professor Garlet, identificou-se nesses pacientes, que mesmo com padrões “tradicionais” de infecção periodontal, a resposta apresentada pelos pacientes com HTLV1 era mais exacerbada, demonstrando uma séria alteração na resposta imunológica e inflamatória devido à infecção viral, que resultava nas alterações periodontais.

Esse estudo faz parte de uma linha de pesquisa muito explorada no Laboratório de Histologia da FOB, no qual são investigadas “co-morbidades” associadas às doenças periodontais, e os mecanismos pelos quais a associação entre doença periodontais e patologias como: artrite, diabetes, alergia, entre outras, podem modificar o desenvolvimento de tais alterações.
 
Garlet esclarece que considerando o amplo contexto da premiação, envolvendo 43 artigos, diversos colaboradores participaram dos trabalhos que fizeram parte das diferentes categorias de premiação.

Da USP participaram colaboradores da FOB, da Faculdade de Odontologia de Ribeirão Preto (FORP) e da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP). Os trabalhos contaram também com colaboradores dos grupos de pesquisa da Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR), Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e das seguintes instituições internacionais: University of Pittsburgh, University of Texas Health Science Center at Houston e Aachen University.

A Diretoria da FOB/USP entregou o prêmio aos docentes vencedores, na solenidade de Colação de Grau dos formandos do curso de odontologia, em 7 de dezembro de 2012.

Foto: Professor Gustavo Pompermaier Garlet recebe prêmio da vice-diretora da FOB/USP, Maria Aparecida de Andrade Moreira Machado

imprimir





 Envie sua sugestão de notícia